Arquivo da categoria: Teologia da Prosperidade

Deus e a nossa verdadeira prosperidade

Você deve estar meio surpreso com o tema que coloquei nesse texto. “Verdadeira prosperidade”? “Como assim”?
Gostaria de fazer uso das palavras do profeta Isaías, que declara em Is 55.1-3: “O vós, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite. Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa  alma se deleite com a gordura. Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua, dando-vos as firmes beneficências de Davi”.

Ao ler esses versículos, eu parei e pensei: “Então, segundo Isaías, qual seria a nossa verdadeira prosperidade”? Mas eu encontro uma breve resposta do Senhor Jesus, em Marcos 10.29,30, veja:

“Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai,  ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do evangelho,que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e  irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna”. Esta aí, um exemplo de uma verdadeira prosperidade.

Isaías diz: “Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer?” (Is 55.2 NVI).

Porque temos gastado dinheiro naquilo que não nos traz vida? Cristo te faz um convite ! Veja !

“Ó vós todos os que tendes sede, vinde às águas, e vós QUE NÃO TENDES DINHEIRO, vinde, comprai e comei, sm, vinde e comprai, SEM DINHEIRO e SEM PREÇO, vinho e leite”. (Is 55.1 NVI)

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. (Mt 11.28-30 NVI)

“Escutem-me, vocês que buscam a retidão e procuram pelo Senhor: Olhem para a rocha da qual foram cortados e para a pedreira de onde foram cavados; olhem para Abraão, seu pai, e para Sara, que lhes deu à luz. Quando eu o chamei, ele era apenas um, e eu o abençoei e o tornei muitos. Com certeza o Senhor consolará Sião e olhará com compaixão para todas as ruínas dela; ele tornará seus desertos como o Éden, seus ermos, como o jardim do Senhor. Alegria e contentamento serão achados nela, ações de graças e o som de canções”. (Is 51.1-3 NVI)

Olha o que o nosso Cristo nos direciona a fazer:

“Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam, mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração”. (Mt. 6.19-21 NVI)

“Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma. Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados. Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido. Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos. Como o Pai me amou, assim eu os amei; permaneçam no meu amor”. (Jo 15.5-9 NVI)

“Você diz: Estou rico, adquiri riquezas e não preciso de nada. Não reconhece, porém, que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego e que está nu. Dou-lhe este conselho: Compre de mim ouro refinado no fogo e você se tornará rico; compre roupas brancas e vista-se para cobrir a sua vergonhosa nudez; e compre colírio para ungir os seus olhos e poder enxergar”. (Ap. 3.17,18 NVI)

Que venhamos a fazer o que nos diz a Bíblia em 1 Coríntios 10.31: “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus”.

Soli Deo Gloria,
Matheus Bastos

A Teologia da Prosperidade à luz da Bíblia Sagrada

Texto base: Eclesiastes 5.10 e outros


“Quem amar o dinheiro jamais dele se fartará; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isto é vaidade.”
Queridos eu não sei o que você sente em relação ao “evangelho” da prosperidade, mas vou dizer a vocês o que eu sinto. ÓDIO. Isso não é evangelho! Está sendo exportada dos EUA para a Ásia e a África, vendendo um cardápio de benefícios aos mais pobres dos pobres. Eles dizem: “Creiam nessa mensagem, e seus porcos não iram morrer, e suas esposas não teram abortos e você terá anéis em seus dedos e casacos nas suas costas.” Isso está saindo da América. Pessoas às quais nós deveríamos dar nosso dinheiro, nosso tempo e nossas vidas, invés de vender a eles um monte de esterco que eles insistem em chamar de “evangelho”.
E esta é a razão pela qual a Teologia da Prosperidade é tão horrenda.
Quando foi a vez que uma pessoa jamais afirmou que Jesus é totalmente satisfatório por causa da BMW que possuía? NUNCA! Eles dirão: “foi Jesus quem te deu isso?… Eu aceito esse Jesus!” Isso é IDOLATRIA. Isso não é EVANGELHO. Isso é colocar os dons acima de quem deu os dons. Eu vou dizer o que faz Jesus parecer lindo.
É quando você bate seu carro e sua filhinha voa através do pára-brisas e cai morta na rua, e você diz, em meio a mais profunda dor possível: “Deus me é suficiente. Ele é bom, Ele cuidará de nós, Ele irá nos satisfazer. Ele nos fará passar por isso. Ele é o nosso TESOURO. A quem tenho eu no céu além de Ti? E na Terra não há nada que eu deseje além de Ti. Minha carne, meu coração e minha filhinha desfalecem, mas Tu és a força do meu coração e a minha porção para sempre.”
Isso faz Deus parecer GLORIOSO. Como Deus, não como alguém que dá carros, segurança ou saúde. Oh, como eu oro para que o Rio de Janeiro seja liberto, de teologias que enfatizam a saúde, a riqueza e a prosperidade; de fato que o Brasil seja liberto. E que a igreja cristã seja conhecida por SOFRER por Cristo.
Deus é mais glorificado em você, quando você está satisfeito nEle. Em meio a dor e a pobreza, e não a prosperidade.